A Apple aproveitou a abertura da WWDC 2012 para anunciar algumas das principais novidades do ano sobre seus produtos, com foco no novo iOS 6, detalhes de um Mac OS X Mountain Lion mais consolidado e nova linha de MacBook Pro.

Números e estatísticas

Como de costume nesses "keynotes, Tim Cook subiu ao palco para falar dos números de vendas da Apple. O CEO da empresa disse que já existem mais de 400 milhões de contas na App Store, e mais de 650 mil aplicativos cadastrados, sendo 225 mil apenas para iPad. Isso tudo gerou o número de 30 bilhões de downloads desde que a loja de apps foi ao ar.

Em seguida, foi exibido no palco um vídeo mostrando casos reais de pessoas que tiveram algum aspesto de suas vidas mudados por causa dos aplicativos da App Store, mesclado com depoimentos de desenvolvedores.

Novos MacBook Air e MacBook Pro

Na sequência, começou o anúncio da nova linha de MacBooks. Logo no começo, vimos a confirmação do fim do MacBook Pro de 17 polegadas. Assim, a linha se reduz apenas para os modelos com 13,3 polegadas e 15,4 polegadas, assim como dissemos anteriormente. O MacBook Air continua com telas de 11 e 13 polegadas.

Os novos modelos de MacBook Air poderão ter até 8GB de memória RAM, até 512GB de armazenamento SSD e a terceira geração de processadores Core, também conhecidos como Ivy Bridge (Core i5 e i7). Além disso, eles virão com USB 3.0 (1 entrada), confirmando os rumores recentes, e FaceTime HD camera, com 720p.

Os preços da versão de 11 polegadas tem preço inicial de R$ 3.699, enquanto o modelo de 13 polegadas começa em R$ 4.999.

Já as novas versões do MacBook Pro, além dos processadores da arquitetura Ivy Bridge, virão com placa gráfica Nvidia Geforce GT650M, que utilizam a plataforma Kepler, com 1GB de RAM. Essa notícia nega os rumores de que a Apple adotaria os chips da ATI.

O MacBook Pro atualizado de 13 polegadas terá o preço inicial de R$ 3.999, enquanto a versão de 15" custará R$ 7.999 no modelo de entrada.

Nova geração de MacBook Pro

Além de atualizar a linha de MacBooks Pro e Air, a Apple anunciou um novo modelo redesenhado de um MacBook Pro de 15,4 polegadas. Ele é tão fino quanto um MacBook Air, abandonou o drive ótico, vem com duas entradas USB 3.0 e a badalada tela Retina (leia mais no tópico a seguir).

Essa nova máquina terá processadores Core i7 quad core, até 16GB de memória RAM, SSD de 768 GB e os já anunciados chips gráficos da arquitetura Kepler, da Nvidia. Além disso, Apple promete que a bateria pode durar até 7 horas de uso.

Falando de suas conexões, o novo MacBook Pro terá entrada para HDMI, cartão SD, duas entradas USB 3, duas Thunderbolt e fones de ouvido. Além do MagSafe 2, padrão da Apple para ligar a fonte na energia elétrica.

O preço do novo MacBook Pro é de R$ 9.999.

Tela Retina no MacBook

A Apple confirmou os rumores da tela Retina no novo MacBook Pro de 15 polegadas. A nova tela tem resolução de 2880 x 1800. Isso equivale a quatro vezes mais do que as resoluções comuns no mercado atual. Os aplicativos AutoCAD e Photoshop, além do jogo Diablo III já estarão preparados para essa nova "realidade", bem como os aplicativos da própria Apple como Mail, iMovie, iPhoto, Safari, Aperture e Final Cut Pro.

Mac OS X Mountain Lion

A Apple começou a apresentação do sistema operacional do Mac apresentando números de adoção do Lion e comparou com o crescimento do Windows 7. Para falar das novidades do OS X, Philip W. Schiller mostrou a integração com o iCloud, serviço de backup na nuvem da empresa. O usuário poderá sincronizar no iCloud uma conversa no iMessages ou uma nota escrita no respectivo programa.

A primeira novidade apresentada é a função "Dictation", que como o nome denuncia, permitirá ao usuário ditar ao invés de escrever. Schiller citou o Microsoft Word e o Twitter como exemplos.

Novas opções de compartilhamentos também estarão no Mac OS X Mountain Lion. Agora, o usuário poderá compartilhar uma foto no Twitter direto no seu Mac, como já acontece no iOS 5. Além disso, o novo Safari vem com uma engina Java mais rápida que os navegadores concorrentes, prometeu Schiller.

Uma nova tecnologia chamada "Power Nap" também estará presente no Mac OS X. Trata-se de uma função que pode deixar o seu Mac atualizado enquanto você dorme, segundo Schiller. Ele faz backup automaticamente, mas só funciona com as novas linhas de MacBook Air e Pro.

O recursos AirPlay Mirroring compartilha a tela do MacBook com uma televisão, através do aparelho Apple TV. Isso acontece de forma similar ao iPad e o iPhone. Além desse, outro recurso que a Apple trouxe do iOS é barra de notificações, para manter você atualizado com o que acontece nas redes sociais, lhe avisar das mensagens que chegam via iMessage, entre outros. E depois de muita promesssa, a Game Center também chegou no Mac OS, para o usuário compartilhar seus recordes nos jogos com seus amigos.

O preço para atualizar o Snow Leopard e o Lion para o Mountain Lion é de US$19,99, cerca de R$ 40,00 segundo a cotação atual do Dólar.

iOS 6

Scott Forstall subiu ao palco do WWDC 2012 para apresentar o novo sistema operacional mobile da Apple. A apresentação começou com as novas funções do Siri e terminou com os países que receberão o recurso em seu idioma... e nada do Brasil.

Uma das principais adições aos recursos da Siri é a habilidade de abrir aplicativos, algo muito pedido pelos usuários. Ela também dá respostas mais precisas sobre os esportes americanos e locais onde comer, por exemplo, baseados em dados disponíveis por serviços de sucesso nos Estados Unidos.

O iOS 6 ficou mais social, pois virá com integração com o Facebook, como dissemos anteriormente. Além disso, o usuário poderá mandar mensagens para o Twitter e Facebook via Central de Notificações. E para acompanhar essa nova estratégia a App Store ganhou recursos de compartilhamentos nas redes sociais. Ainda falando da Central de Notificações, a Apple inseriu a nova função "Do Not Disturb", ou "não perturbe", que esconde os avisos e não acede a tela.

Novos mapas

A Apple abandonou o Google maps e anunciou a adoção do seu próprio serviço de mapas e geolocalização. A grande novidade é a chegada da navegação ponto a ponto nos dispositivos móveis da empresa e integração com Siri.

Os novos mapas terão também imagens em 3D e mais de uma opção de rota para chegar ao mesmo local. Assim, com o recurso entitulado "Flyover" será possível seguir uma rota com uma vista aérea pela cidade, vendo os prédios em 3D, sendo renderizados em tempo real.

A versão beta estará disponível ainda hoje para desenvolvedores. O iOS 6 estará disponível para iPhone 3GS, iPhone 4, iPhone 4S, iPad 2, novo iPad e iPod touch de quarta geração.

Depois de tantas novidades, Cook voltou ao palco para encerrar a apresentação, sem novo iPhone. E você leitor o que achou do "keynote" de abertura da WWDC? Qual foi a maior novidade e maior decepção? Comente.

 

Fonte: Techtudo

(Nenhuma avaliação para esta página.)

Avalie esta página!

Apple mostra novo MacBook Pro com tela Retina e iOS 6 na WWDC 2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *