motorola-droid-turbo-hands-on-2-1260x710

Moto Maxx: smartphone potente com bateria grande chega ao Brasil por R$ 2.199

Na semana passada, a Motorola lançou nos EUA o Droid Turbo, uma versão turbinada do Moto X. Vários sinais apontavam que ele seria lançado no Brasil, mas com outro nome. Dito e feito: o Moto Maxx chega hoje ao país por até R$ 2.199.

O Moto Maxx possui tela Super AMOLED de 5,2 polegadas com resolução 2560 x 1440 pixels, resultando em incríveis 565 ppi. Na parte inferior da tela com vidro Gorilla Glass 3, há três botões capacitivos. E na parte superior, há um alto-falante.

Por dentro, temos um processador Snapdragon 805 quad-core, 3 GB de RAM e 64 GB de armazenamento sem suporte a microSD. A câmera traseira tem 21 megapixels, flash LED duplo e grava vídeos em 4K. Ele conta com uma traseira de nylon balístico, e nano-revestimento interno para se proteger contra a água.

motorola-droid-turbo-hands-on-4

O Moto Maxx roda Android 4.4 KitKat quase puro, com atualização garantida para 5.0 Lollipop, e traz alguns recursos que vimos no Moto X. Por exemplo, você pode ativar a câmera sacudindo o punho, mesmo se o aparelho estiver bloqueado.

Ele também inclui recursos como o Moto Voice, que oferece mais comandos de voz que o Google Now; o Moto Display, que exibe notificações sem que você precise desbloquear a tela; e o Moto Actions, que permite realizar comandos aproximando a mão da tela.

motorola-droid-turbo-hands-on-1

Droid Turbo/Moto Maxx à esquerda, ao lado de uma Moto X (2014)

E essa bateria?

O principal destaque do Moto Maxx é a bateria: são 3.900 mAh, contra meros 2.300 mAh no Moto X. Por isso, ele é um pouco mais pesado, com 176 g. São 11,2 mm na parte mais espessa, contra 10 mm no Moto X de segunda geração.

O Moto Maxx vem acompanhado do Carregador Turbo, que dá 6 horas de uso ao aparelho com uma carga de apenas 15 minutos. Ele também tem suporte a carregamento Qi sem fio, mas você precisa comprar o carregador separadamente.

A Motorola diz que o Moto Maxx consegue ficar cerca de 40 horas longe da tomada. Mas não é isso que os testes iniciais do Gizmodo US apontam:

Na parte da manhã, às 8h, eu usei o smartphone um pouco, mas ainda assim em níveis normais. Eu ouvi músicas do Spotify no meu trajeto para o trabalho, usei o Google Maps para chegar a uma reunião, tirei algumas fotos nessa reunião, gravei cerca de uma hora de áudio e procurei meu caminho de volta para o escritório com o Google Maps… eu não fiz streaming de vídeo nem joguei jogos.

No restante do dia, eu chequei algumas mensagens, tirei mais algumas fotos, e praticamente só deixei o Moto Display ligar e desligar a tela piscar de exibição e desligar no modo de espera. Quando saí do trabalho, a bateria estava em 35%. Depois disso, eu ouvi mais um pouco de música, naveguei na web, e assisti a alguns Vines. A bateria acabou às 11h no dia seguinte.

Ou seja, foram mais ou menos 27 h de uso. Por sua vez, o Phandroid chegou a 17% da bateria após usar o aparelho por 21 horas. E em testes do Tom’s Guide, a bateria do HTC One M8, iPhone 6 Plus e OnePlus One durou mais.

motorola-droid-turbo-hands-on-3

Ou seja, a bateria do Moto Maxx dura bastante, mas provavelmente não chegará às 40h de uso que a Motorola promete. Como diz o PhoneArena, “em situações reais, a bateria dura até 36h, e com uso mais pesado, conseguimos autonomia de 14h”.

Mesmo assim, esta duração de bateria está acima da média. E quem sabe ela possa melhorar com uma atualização de software – foi o que aconteceu com o Moto 360.

Disponibilidade

O Moto Maxx custa até R$ 2.199, e será lançado inicialmente nas principais lojas on-line e na loja da Motorola, além de uma ou duas operadoras (não especificadas). Em até dez dias, ele estará disponível em todas as operadoras e em lojas físicas também.

Nos EUA, há uma versão do Droid Turbo com traseira em fibra de vidro, mas que “tem um visual mais barato” segundo o Gizmodo US. A Motorola avalia a possibilidade de trazer essa versão ao Brasil; eles fizeram algo semelhante com o Moto X, que veio ao país em edição limitada com traseiras de couro e bambu.

Por sua vez, o Moto Hint – um fone Bluetooth inteligente e bastante discreto – chega até o fim de novembro, ainda sem data nem preço definidos.

(Nenhuma avaliação para esta página.)

Avalie esta página!

Moto Maxx
Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *